domingo, 21 de março de 2010

Uma busca sem fim...

Tropecei nos meus passos sem fim, achei que estava no meio de verdes, onde as fadas me esperavam pra uma roda de alegria... me enganei, tropecei novamente. Tantas pedras, eu fiquei exausta, e não sabia onde estava o caminho certo que todos falavam tanto. Será que realmente existe um caminho certo?
Sentia o salgado do meu suor escorrendo no meu rosto, e ainda não encontrava o horizonte sem bifurcações. Eu precisava de uma força maior, que pudesse controlar meus sentidos pra que eu completasse o meu destino... Mas não achei.
Procurei pelos meus verdes tantas pistas, pra que minha vida fizesse mais sentido.
Mas não achei.
Procurei sorrisos nas árvores do meu caminho, pra que minha floresta ficasse mais colorida.
Mas não achei.
Procurei esconder o desespero, mas encontrei a desilusão.
Depois de tantos caminhos duplos, indecisões e mistérios, avistei as asas das minhas fadas, que me esperavam pra uma roda de alegria.
Dessa vez não me enganei, pulei as pedras, recuperei minhas forças, e não precisei de mais ninguém à nao ser a minha propria persistência,pra continuar a MINHA caminhada, a minha vida, o meu destino....
eu vi que o caminho era parar de procurar tanto.



Próximo tema: Racionalidade.

3 comentários:

Gabriel Zambrone disse...

Procurar e achar coisas ruins te faz saber onde as coisas boas não estão.

Daniella disse...

nossa eu ia comentar alguma coisa qualquer mas fiquei séculos lendo o comentário do zambrone e desisti, hahaha.

Renata Fontanetto. disse...

das galáxias :)