domingo, 28 de dezembro de 2008

Natal Natalino


O Natal já passou. Ele dá início ao ciclo do ano novo. Épocas de festas que se iniciam por esses dias e vão até a virada do ano na sociedade cristã-ocidental. No Brasil essas festas vão até o carnaval - falaremos disso abaixo, o que me recorda outra coisa que falarei mais abaixo.

Agora eu me pergunto sobre o Natal. A maioria das pessoas respondem que é a data do nascimento de Jesus Cristo. Poucos dizem e, creio que menos ainda sabem a verdade, que Jesus nasceu por volta do mês de Maio. Isso nos leva a outra pergunta: "qual motivo nos leva a comemorar o Natal em Dezembro se Jesus nasceu em Maio? diabos!"
Sem sacrilégio, temos que entender o mundo em que vivemos! Esse mundo capitalista e ganancioso. Comemoramos o nascimento de Cristo no dia 25 do último mês do ano pois era nessa época que ocorria a principal festa pagã. Não me lembro de qual Deusa era - deve ser o horário o motivo desse esquecimento. E, resumidamente, a Igreja se apropria da data para facilitar a a aquisição de fiéis. O que nos leva a afirmar: a religião é mais uma forma de dominação.
Errado. A Igreja busca dominar e faz uso da religião para isso. Quanto menos contato humano mais pura é a religião.


Todo esse clima de Natal é muito bom! Gosto muito. Disse que no Brasil ele vai até o carnaval pois é mais que conhecida a frase: o ano só começa depois do carnaval! Que vergonha isso. Quem acha que a crise vai parar e esperar o carnaval passar? A crise vai tentar se superar com auxílio do carnaval, pelo menos as fábricas de cervejas não reclamarão! Recordo que nesse momento de Natal o pau come no Oriente Médio - se bem que o pau come lá desde sempre! E o povo feliz com a Mangueira entrando na Sapucaí. Parece muito com o Pão e Circo na antiga Roma. Agora me pergunto se ocorriam na mesma época as batalhas entre os principais gladiadores. Talvez não por ser inverno na Europa... talvez sim pois já é mais para o final do inverno e início da primavera... depois descubro.

O que me faz lembrar o motivo disso tudo: Natal, carnaval e afins. É relembrar algo. Creio que, com exceção do Natal, nos feriados o que se comemora é a farra! São poucos que no dia 7 de Setembro, por exemplo, em algum momento comemora a Independência do Brasil. Outro dia uma aluna minha achou um absurdo as aulas começarem duas semanas antes do carnaval. Acho um absurdo achar que o carnaval é um feriadão diferente dos outros. Porém é sempre certo que serão 5 dias (contando sábado e domingo). Concordo que seria melhor passar o carnaval para o início do mês. Porém essa data não é como o dia dos Pais que é sempre em um domingo (imagine o feriado dos dias dos pais em uma terça!?) Isso
é algo que queria saber, o que rege a data do carnaval??? Alguém sabe? O que sei é que de religioso nada tem no carnaval, é quando colocamos fantasias e vamos fazer coisas que só fazemos nessa festa!

Retomando o ponto, ou seja, o Natal... bom é que o espírito de natalino continue na alma do mundo além desses dias, e fique por todo o ano 2009; que desejo de muito sucesso para todos nós!


Fabrício Werneck

Próximo Tema: O Universo

5 comentários:

Cris disse...

Esse meu amigo é muito culto!!!! Adorei ler seu textinho!!! E realmente mtas informaçoes q desconhecia, como por exemplo q Cristo nasceu por volta de Maio... hahahah

O bom de ter amigo historiador eh isso... me mantem informada... alem do q eh um metereologista tb hahahaha

Bjssss e FELIZ NATAL NATALINO pra ti querido

Isabella disse...

Concordo!
Muitas vezes não sabemos o real significado das datas, apenas comemoramos, sabe- se lá o quê!
É certo que sempre há uma questão capitalista relacionada com as datas.
A citação "Esse mundo capitalista e ganancioso." me faz lembrar de um fato. Em 2008, no GP do Brasil de Fórmula 1, as Equipes além de mostrar o que se propõem, se aproveitam de fanáticos para vender Marcas através de roupas. E as "vítimas" pagam, e pagam caro, apenas para utilizar um emblema.
O ponto que quero chegar é que não devemos apenas culpar o Capitalismo pelos problemas do Mundo, já que ele nos rodeia e é neste meio que estamos inseridos, devemos começar a olhar pra si e nos perguntar: "Será que na verdade fui incluído ou me incluí nesse regime?"
Amor, você está escrevendo muito bem!
Aliás, como sempre!
Beijão!

... disse...

Sou tão fanático que acredito que vale o preço que eles cobram pelo casaco!
Se estivéssemos em um sistema mais igualitário o casaco seria um preço mediano/elevado. Não um absurdo!
Não temos como escapar dele (capitalismo) vivendo nessa sociedade. Por isso que vou morar no meio do pacífico! Vamos comigo Mozão?
Beijos a todos.

Isabella disse...

O problema é que eles não cobram o valor de um casaco, e sim o valor de uma marca.
Valor desse que é enfatizado pelo valor que é pago atualmente nos salários no Brasil.
Não há como não viver nesse Mundo Capilista, mas há como minimizar sua participação nele.
Devemos pensar na real função de um casaco, ou seja, esquentar.
E isso não será apenas possível se comprarmos um casaco de R$800. Se optamos em pagar por uma marca, contribuímos para o Regime.
Ou seja, somo Capitalistas.
Sobre ir morar no Pacífico, está fechado!
Tô sonhando já com os Mergulhos!

... disse...

Fechado então Mozoca!!!