quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Esqueci de te contar!

Fofoquices, Fofocaria e Fofocando. Fofoca pode ser comentário saudosita ou difamatório. O difamatório é muito perigoso quando dito a alguém não muito confiável e também quando nos vemos no estado de pena ou mesmo recalcados.

Faço trabalho em uma favela do Rio (e que favela!). Lá, a fofoca é ultra perigosa. Só os familiares e os amigos de infância são confiáveis. O perigo de ser notado como X-9 só aumenta a tensão. O buraco é mais embaixo, é perigo de morte. As línguas ficam presas, literalmente. A disseminação de informação é bem e mal vista. No exemplo que eu dei, dá pra lembrar da cena do filme Tropa de Elite que a capa de jornal que retratava o rosto do policial do BOPE, Matias, foi vista pelo dono do morro, Baiano, que o reconheceu depois de ir prestar "serviços comunitários" com os colegas da faculdade.



O Baiano até que foi bonzinho. Normalmente é o que no filme mesmo mostrou: "Microondas". Direitos humanos? X-9 é x-9. Só vive enquanto não for pego.

E as fofocas da manhã e da tarde? Ê que delícia! Saber o que não deve ser sabido das pessoas que idolatra ou que se esforçam pra aparecer para o povão... de pernas abertas! A favela é uma das que consomem frenéticamente esses boatos, idolatrismo lúdico, típico de cultura do interior, de cidade pequena, onde uma informação e qualquer coisa que acontece na cidade, é um telefone-sem-fio só!

Seria hipócrita se dissesse que nunca consumi essas coisas. Mas a influência também faz o indivíduo (pelo menos de primeira passagem). A fofoca também volta contra com você. Já voltou pra mim várias vezes. Aprendi com a consequências delas. Tem gente que até hoje... nada.

Fofoca Mata, Denigre, Eleva a moral, Deturpa, Corrige e é normal, usada com parcimônia. Como você fofoca? Hein?!



Vídeo: Fofoca no trabalho, com Max Gehringer.

------------------------------------------------------------------------

Próximo tema: Entorpecido, pensei que...

Um comentário:

Sara T. disse...

Pra mim, fofocar é passar uma informação adiante. Simples assim. Estamos tão acostumados a associar fofoca de forma negativa a denegrir a imagem de outra pessoa, que fazemos isso a todo tempo e nem sabemos ou percebemos. Quando você conta sua história pessoal, a história do seu namoro, da sua família, dos seus problemas e conquistas, você está fofocando. E eu, particularmente, adoro, nesse sentido, fofocar com os outros. Adoro trocar informações, histórias e conhecimento. Adoro falar, ler, escrever e ouvir sobre as mais diversas coisas. É isso que engradece o ser humano. O único porém é que sempre que vamos contar nossas histórias, a gente conta pela nossa versão e a troca de informações, quando muito intensa, distorce a história original, e isso, às vezes, acaba rendendo a imagem denegrida de alguém.